) ?>

Gastronomia

Duração Presencial
2 anos
Tipo de Formação
Tecnólogo - SUPERIOR

"O curso de gastronomia, são para aqueles que acordam com água na boca, que apreciam uma feira no dia que os ingredientes frescos chegaram, que prestam atenção nos aromas, nas cores, nos sabores. Que envolvem ao maximo  seu talento para levar o outro a experimentar. Que tem disciplina,  atenção e conseguem lidar com pessoas. Trabalham em equipe e dividem o sucesso.
Suportam ficar horas de pé, abrem mão dos finais de semana e quando vêem a satisfação dos clientes sentem que tudo valeu a pena."

Nossos Objetivos:

O nosso objetivo é de oferecer aos amantes da gastronomia e aos profissionais da área novos caminhos que possibilitem o melhor desempenho, resultando no aumento do nível da qualidade do setor de alimentação da região e garantindo a sua entrada no mercado de trabalho.

- Oferecer uma formação integral para desenvolver as destrezas necessárias de uma profissão que possibilite inserir o aluno rapidamente no mercado de trabalho.

- Difundir nossa gastronomia ao redor do mundo, participando ativamente em eventos nacionais e internacionais.

- Preparar o aluno para ser um excelente Chef e proporcioná-lo os conhecimentos necessários para ser um empreendedor de sucesso.

Gastronomia em foco.

- O profissional de Gastronomia domina os métodos de segurança alimentar e de planejamento e produção de cardápios de restaurantes de cozinha internacional e nacional, hotéis, redes de lanchonetes, bufês, empresas de serviços alimentícios, companhias aéreas e até hospitais.

- Com técnicas apuradas, executa desde a preparação de pratos mais simples até os de alta gastronomia.

- Pode especializar-se nas áreas de confeitaria, panificação ou em um tipo de culinária específica, como japonesa, francesa e italiana, entre outras.

- Também é de sua responsabilidade supervisionar o funcionamento da cozinha, treinar o pessoal, cuidar da tabela de preços, negociar com fornecedores, manter contato com clientes e desenvolver estratégias de marketing que visem à rentabilidade.

- Outra possibilidade é ser consultor, prestando assessoria na abertura de um restaurante ou na mudança de cardápio de um estabelecimento que já esteja em funcionamento.

Mercado de Trabalho.

Segundo estudo realizado pela ECD, consultoria especializada em serviços alimentares, o segmento deve crescer mais de 25% até 2016. “Isso, em função dos investimentos em turismo, feitos tanto pelo governo federal quanto pelos estados”, diz Emmanuela Prado de Paiva, coordenadora do bacharelado da UFRPE. Profissionais com experiência em um tipo específico de cozinha e na gestão de estabelecimentos de alimentação são os mais procurados. A docência e a atuação em consultorias também são boas opções de trabalho. Confeitarias, panificadoras, empresas fornecedoras de alimentos, fábricas de pré-cozidos e hospitais são os principais empregadores deste profissional. A maioria das vagas ainda se encontra na Região Sudeste, no Rio de Janeiro, Minas Gerais e em São Paulo, principalmente em cidades de grande concentração de restaurantes de alto padrão e que tradicionalmente sediam grande número de eventos turísticos e de negócios. Cidades do Nordeste também demandam chefs, principalmente em hotéis e resorts. No Sul, há oportunidades nas regiões de roteiros gastronômicos, como as cidades gaúchas de 
Gramado e Canela, conhecidas pela fabricação de chocolate, e no estado de Santa Catarina, polo para a culinária alemã. 

Salário inicial: R$ 1200,00 a R$1.800,00 (fonte: Emmanuela Prado de Paiva, da UFRPE). 

 

VOCÊ PRECISA SABER DISSO.

Quais os pré-requisitos e qualidades que alguém que queira fazer Gastronomia precisa ter?

Primeiramente precisa gostar da área. É muito importante saber se você vem para o curso por gostar do que faz ou se está sendo influenciado por alguém. No geral tem que ter um foco, determinação e disciplina.

Na sua visão, quais as vantagens e desvantagens da profissão?

A grande vantagem é que a profissão está em alta no momento – a influência da mídia tem ajudado muito na escolha da profissão. A maior desvantagem é que não se pode mais contar com horas vagas na nossa vida. As preparações das receitas exigem algumas horas a mais de trabalho, o que acaba tomando a maior parte do tempo livre.

Muita gente que pensa em fazer Gastronomia se imagina sendo chef de cozinha, mas o curso é mais amplo, não? Quais as outras áreas em que se pode trabalhar?

Com certeza! A gastronomia abre caminhos para várias outras áreas: a panificação e a confeitaria é uma delas, sendo essa uma área de grande peso na gastronomia e muito valorizada. Tendo em vista seu salário diferenciado para quem se especializar nesta área.


ATENÇÃO - LISTA DE MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA O INÍCIO DAS ÁULAS PRÁTICAS.

UNIFORMES

Ao executar qualquer trabalho de ordem prática dentro de uma cozinha (seja doméstica, comercial ou industrial) por questões de higiene e segurança, o aluno deverá estar devidamente uniformizado.

         • Jaqueta branca de chef com o logo da CEAG.

         • Camiseta branca, sem logos ou estampas

         • Calça pied de poule de chef com bainhas feitas (não serão permitidas calças pretas e jeans)

         • Meias brancas

         • Avental branco

         • Bandana bordada

         • Toca de cabelo

         •Sapatos pretos, fechados, de segurança, sem salto, com solado de borracha especializado para uso industrial – cozinhas (não serão permitidas sandálias abertas)

Além do uniforme, é necessário cumprir com as normas de asseio e higiene recomendadas:

         • O cabelo deve estar sempre limpo e penteado. Todo cabelo longo deve ser usado preso, com rede e deve estar totalmente dentro da bandana.

         • Homens com barba/bigode não poderão entrar nas Cozinhas Pedagógicas;

         • Brincos, anéis, relógios, pulseiras e adornos em geral não poderão ser usados nas cozinhas;

         • É obrigatório que todos tenham unhas curtas e limpas. Para as mulheres é permanentemente proibido o uso de esmalte ou base de qualquer cor nas unhas das mãos em execução de tarefas práticas.

         •É permitido o uso de camiseta branca simples por baixo da jaqueta. Não será permitido o uso de camisetas coloridas com desenhos ou logotipos;

         •Não podem ser utilizados aventais nos seguintes casos:

·    Ida ao toalete

·    Manipulação de lixo  

·    Fora da cozinha

·    Nas refeições.

 

O NÃO CUMPRIMENTO DAS NORMAS ACIMA OU A FALTA DE ALGUM ITEM DO UNIFORME, IMPEDIRÁ O INGRESSO NAS COZINHAS PEDAGÓGICAS.

MATERIAL PESSOAL DO ALUNO

Todo aluno deverá providenciar a lista de utensílios para a execução de tarefas práticas.  É aconselhável gravar ou identificar todo o material.

Malas de metal e malas plásticas tipo “caixa de ferramentas” não são permitidas dentro das cozinhas pedagógicas. A pasta deve ser de tecido com bolsos para os equipamentos, é a mais adequada para o bom armazenamento de suas facas e utensílios.

LISTA DE MATERIAIS

 

• Faca de chef de 8” ou 10”

• Faca de legumes

• Faca de tornear

• Faca de desossar

• Faca de pão serrilhada de 8” ou 10”

• Espátula de confeitaria com degrau

• Pedra para afiar faca

• Chaira

• 1 Tapete de silicone anti-aderente ( Silpat ou similar)

• Descascador de legumes

• Zester

• Pincel médio

• Fouet (batedor de arame) médio

• Conjunto de cortadores redondo

• Tesoura de cozinha

• Pinça para peixe

• Conjunto de bicos de confeitar (no mínimo 6 unidades)

• Espátula de silicone

• Saco de confeitar descartável

• Termômetro digital (carnes e açúcar)

• Pinça grande para alimentos

• Colher medida

• Xícara padrão de 240 ml                                                

• Jarra graduada

• Balança digital de precisão

• Abridor de lata

• Saca-rolha

• Boleador

• Moedor de pimenta

Newsletter

Grade Currícular