) ?>

Fisioterapia

Duração Presencial
5 anos
Tipo de Formação
Bacharelado

"Vai que a sua praia é uma das várias possibilidades que a FPM oferece neste curso! Área clínica: atuando em ambulatórios, centros e postos de saúde, unidades de habilitação e reabilitação, empresas públicas e privadas, associações de bairro, escolas, clubes desportivos, centro de reabilitação, indústrias, comércio, e em clínicas especializadas ou gerais. Área Hospitalar: o Fisioterapeuta atua no hospital geral ou especializado nas suas diversas unidades: unidade de clínica médica, unidade de clínica cirúrgica, unidade pré-operatórias e pós-operatórias, unidade de terapia intensiva, entre outras. Área Preventiva e Ergonômica além das áreas Educacional e de Pesquisa".

Apresentação do Curso

 O curso de Fisioterapia da Faculdade de Patos de Minas oferecerá o aluno a possibilidade de obter o grau de Bacharel em Fisioterapia, profissional de nível superior, membro integrante das Ciências da Saúde. O profissional graduado em Fisioterapia pela FPM será capaz de agir de forma efetiva nos diferentes níveis e seguimentos da saúde:

 Área clínica: atuando em ambulatórios, centros e postos de saúde, unidades de habilitação e reabilitação, empresas públicas e privadas, associações de bairro, escolas, clubes desportivos, centro de reabilitação, indústrias, comércio, e em clínicas especializadas ou gerais. Nesse campo específico de atuação o Fisioterapeuta poderá atuar em várias áreas ou especialidades, tais como: fisioterapia traumato-ortopédica (incluindo a correções de alterações posturais de origem muscular), fisioterapia reumatológica, fisioterapia pulmonar, fisioterapia neurológica, fisioterapia gineco-obstétrica, fisioterapia pediátrica, fisioterapia preventiva, fisioterapia ergonômica, fisioterapia cardio-vascular, fisioterapia geriátrica, fisioterapia esportiva e fisioterapia dermato-funcional.

 Área Hospitalar: o Fisioterapeuta atua no hospital geral ou especializado nas suas diversas unidades: unidade de clínica médica, unidade de clínica cirúrgica, unidade pré-operatórias e pós-operatórias, unidade de terapia intensiva, entre outras. A sua atuação visa minorar o sofrimento dos pacientes colaborando muito pela manutenção e melhoria do estado geral, mantendo e recuperando as condições de funcionamento dos mais variados sistemas orgânicos. Com a intervenção do Fisioterapeuta no hospital geral observamos uma acentuada redução em relação ao período de internação dos pacientes devido a rapidez da evolução e resolução das patologias.

 Área Preventiva e Ergonômica: a importância da atuação da Fisioterapia no nível de saúde primário é primordial e deve ser difundida, ou seja, a área preventiva da fisioterapia deve ser ampliada e propagada. O Fisioterapeuta atua no sentido de evitar riscos à integridade orgânica do ser, buscando a melhor adaptação do trabalho ao homem, melhorando a produtividade e eliminando possibilidades de surgimento de patologias causadas por traumas cumulativos, ou as DORTs (Doenças Ocupacionais Relacionadas ao trabalho). Esta intervenção profissional se dá em indústrias, empresas, organizações e instituições públicas e ou privadas que lidem com programas de recursos humanos que atuam em linhas de produção de serviços e escritórios.

 Área Educacional: atuando em instituições de ensino, sejam específicas de Graduação e/ou Pós-Graduação em Fisioterapia ou da área de saúde. Com a evolução dos tempos, com a necessidade de consolidação da Fisioterapia como ciência, esta área hoje se apresenta como de extrema importância e responsabilidade no papel de formadora de novos profissionais. Esta atuação se daria em faculdades e universidades da área de saúde.

 Área de Pesquisa: recente, pouco explorada, porém, de extrema necessidade e importância. A partir do momento que a Fisioterapia se apresenta como Ciência da Saúde, é imprescindível que se consolide, se firme, assumindo o seu papel social alicerçado em achados e comprovações científicas. O Fisioterapeuta assume este papel buscando os cursos de pós- graduação e as atividades de pesquisa em faculdades, universidades e laboratórios, além de iniciar suas atividades naquelas Instituições de Ensino que se proponham a iniciar o aluno de graduação no mundo da ciência, como é proposta da FPM.

Objetivos do Curso

 A FPM preza por uma formação pautada na atuação ética e profissional de seus acadêmicos com os seguintes objetivos:

OBJETIVOS GERAIS:

 Proporcionar ao aluno formação intelectual de generalista na área, favorecendo sua melhor atuação profissional nos diversos campos da saúde seja pública ou privada, capacitando-o de forma a preservar seus valores morais, éticos e sociais em busca do bem-estar social;

 Propiciar ao aluno uma formação teórico-prática na área da Fisioterapia que favoreça o desenvolvimento de uma visão crítica e possibilite futuramente a intervir de forma adequada nos distintos campos de sua atividade profissional, gerando o comprometimento com uma proposta de intervenção em saúde, que permite a atuação em todos os níveis, primários, secundários e terciários;

 Preparar o futuro Fisioterapeuta para lidar e atuar com as demandas sociais e comunitárias emergentes na saúde, educação e assistência social, com o intuito de criar um pólo de referência para todo País, no sentido de oferecer fisioterapeutas do mais alto nível de compromisso com a necessidade da nação.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Colher, observar e interpretar dados para a construção de um diagnóstico dos distúrbios da cinesia funcional;

Identificar os distúrbios cinéticos-funcionais prevalentes;

Solicitar, executar, analisar e interpretar metodologicamente os devidos exames complementares no diagnóstico e controle evolutivo clínico da demanda cinética-funcional;

Estabelecer níveis de disfunções e prognósticos fisioterapêuticos;

Eleger e aplicar os recursos e técnicas mais adequados com base no conhecimento das reações colaterais adversas previsíveis, inerentes à plena intervenção fisioterapêutica;

Decidir pela alta fisioterapêutica provisória ou definitiva;

Planejar, supervisionar e orientar intervenções fisioterapêuticas preventivas, mantenedoras e de reabilitação, ou de atenção primária, secundária e terciária da saúde;

Encaminhar com bases clínicas científicas, os pacientes/clientes para intervenções profissionais de competência específica;

Prestar consultorias;

Emitir laudos pareceres e atestados;

Administrar serviços de Fisioterapia públicos ou privados na área de Saúde;

Ministrar aulas, conferências e palestras no campo da fisioterapia e da saúde em geral;

Desenvolver e executar projetos científicos em saúde;

Identificar e sanear intercorrência na qualidade e segurança da saúde;

Atuar multiprofissionalmente ou interprofissionalmente, com extrema produtividade na promoção de saúde baseado na convicção científica, de cidadania e ética;

Acompanhar e incorporar inovações tecnológicas (informática, biotecnologia e novas metodologias) no exercício da profissão.

POLÍTICAS DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO:

As relações semânticas entre o ensino, a pesquisa e a extensão, num tripé de sustentação, é o que provê a identidade dos cursos superiores desta Instituição. Essas relações devem ser construídas de forma indissociável, de maneira que a atividade fim (ensino, extensão ou pesquisa) seja realizada com competência, eficiência, adequação, responsabilidade e constante processo de atualização e aperfeiçoamento.

Avança-se na questão da interdisciplinaridade, visto que os conhecimentos a serem trabalhados ao longo do curso procuram refletir o atendimento das necessidades dos alunos e ao perfil desejado dos egressos. Uma diretriz a ser norteadora do ensino de todo corpo docente.

Para a efetividade da presente proposta, é imprescindível o engajamento de todos os setores, agentes educativos, comunidade, isto é, de todos os envolvidos com o processo de ensino da Associação Educacional de Patos de Minas.

Os professores da Instituição, em suas atividades de ensino, deverão ser capazes de não apenas transmitir o conhecimento ou sistematizar os conhecimentos, mas aliar essas atividades à pesquisa que vise a construção do saber científico e ao desenvolvimento de projetos de extensão, ligados às suas receptivas áreas de atuação, por mais que a IES não possua características de Universidade, procura incentivar a pesquisa em todos os segmentos e no próprio desenvolvimento de suas ações.

Os programas de extensão serão conseqüência das atividades de ensino e pesquisa.

A instituição colocará à disposição da comunidade serviços diversos, tais como: cursos de aperfeiçoamento e de extensão; biblioteca; eventos culturais e artísticos; atividades de estágios; assessorias e consultorias.

 

BACHARELADO FISIOTERAPIA – Reconhecimento

Portaria 1907 de 18/11/2010

Newsletter

Grade Currícular