Engenharia Elétrica

Duração Presencial
5 anos
Tipo de Formação
Bacharelado

"O Brasil precisa cada vez mais de bons engenheiros. #engenharianafpm  É a área da engenharia que lida com a geração, a transmissão, o transporte e a distribuição da energia elétrica. O engenheiro eletricista planeja, supervisiona e executa projetos nas áreas de eletrotécnica, relacionadas à potência da energia. Ele está habilitado a construir e a aplicar sistemas de automação e controle em linhas de produção industrial, no desenvolvimento de componentes eletroeletrônicos, na operação e manutenção de equipamentos em hospitais e clínicas e em projetos de instalações elétricas em indústrias, comércios e residências. Também participa do projeto e da construção de usinas hidrelétricas, termelétricas e nucleares. Além das concessionárias de energia, o profissional com essa graduação encontra emprego em empresas de telecomunicações (desde fábricas de celulares até operadoras de sistemas de comunicação), indústrias de equipamentos, automação, fábricas de motores e geradores, consultorias ou em empresas prestadoras de serviços em computação".  

APRESENTAÇÃO

A FPM considera que a formação de um profissional deve além de atender a demanda necessária para sua área de conhecimento, transforme-o num cidadão atuante na comunidade onde está inserido, um verdadeiro formador de opinião com capacidade de diagnosticar e conduzir as mudanças desejadas com ética e moral. Esse profissional também deve preconizar a filosofia da educação continuada como forma de adaptar-se às mudanças nos contextos sociais, econômicos e tecnológicos por que passa a sociedade.

O campo de trabalho para os engenheiros eletricistas é amplo e o mercado promissor. Com a atual crise da energia elétrica a demanda por esse tipo de profissional, altamente especializado, cresce consideravelmente. Por isso, é necessário ao longo do processo de formação, buscar um profissional com:

a)- conhecimento:

- das teorias e técnicas de engenharia;

- de matérias do campo das ciências exatas que sejam necessárias à compreensão do fenômeno elétrico, com a complexidade de suas inter-relações com o meio, a natureza e a sociedade;

- de matérias de uso instrumental nas áreas de estudo do campo profissional do engenheiro eletricista.

b)- competência para:

- captar a realidade, questioná-la e sobre ela atuar, criativamente, como agente de mudança;

- aplicar conceitos e trabalhar com modelos eletrônicos e elétricos;

- aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;

- realizar análises de engenharia, identificar problemas e propor soluções para eles e, desenhar estruturas e sistemas elétricos e eletrônicos;

- formular estratégias de captação e distribuição de energia, planos de expansão e planos de aplicabilidade;

- gerenciar serviços e pesquisas;

- expressar-se oralmente e por escrito;

- renovar, continuamente, os próprios conhecimentos;

- desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;

- atuar em equipes multidisciplinares;

- avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;

- compreender e aplicar a ética e responsabilidade profissionais.

c)- que paute sua prática profissional:

- pela valorização da vida e o respeito à dignidade humana;

- pela primazia da ética sobre a técnica e, do ser sobre o ter;

- pelos valores da cidadania e da justiça social.

- pela competência para empreender ações, analisando criticamente as conjunturas dos setores, antecipando e promovendo suas transformações;

- pela visão global que o habilite a compreender o meio social, político, econômico e cultura no qual está inserido e a tomar decisões em mundo diversificado e interdependente;

- estejam motivados e habilitados a trabalhar em equipe, assim como de forma interdisciplinar;

- na capacidade de criar e ampliar oportunidades de forma consciente;

- nos fundamentos dos mais modernos quadros teóricos e técnicas do campo da Engenharia Elétrica, visando o aperfeiçoamento contínuo.

OBJETIVOS DO CURSO:

O Engenheiro Elétrico graduado nesta instituição atenderá à demanda referente à sua habilitação, principalmente da sua região de abrangência, tendo o preceito da Engenharia Elétrica, na sua dimensão mais abrangente, permeando as ações educativas e informativas, principalmente em níveis local e regional, de forma articulada ao contexto social entendo-a como uma forma de participação e contribuição social, relacionados ao ensino, pesquisa e extensão.

O Curso de Engenharia Elétrica tem como objetivo dotar o profissional para o pleno exercício de conhecimentos adquiridos para as seguintes competências e habilidades:

  • Aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;
  • Projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
  • Conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
  • Planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de engenharia;
  • Identificar, formular e resolver problemas de engenharia;
  • Desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;
  • Supervisionar a operação e a manutenção de sistemas;
  • Avaliar criticamente a operação e a manutenção de sistemas;
  • Comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;
  • Atuar em equipes multidisciplinares;
  • Compreender e aplicar a ética e responsabilidade profissionais;
  • Avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
  • Avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia;
  • Assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

POLÍTICAS DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO:

As relações semânticas entre o ensino, a pesquisa e a extensão, num tripé de sustentação, é o que provê a identidade dos cursos superiores desta Instituição. Essas relações devem ser construídas de forma indissociável, de maneira que a atividade fim (ensino, extensão ou pesquisa) seja realizada com competência, eficiência, adequação, responsabilidade e constante processo de atualização e aperfeiçoamento.

Avança-se na questão da interdisciplinaridade, visto que os conhecimentos a serem trabalhados ao longo do curso procuram refletir o atendimento das necessidades dos alunos e ao perfil desejado dos egressos. Uma diretriz norteadora do ensino de todo corpo docente.

Para a efetividade da presente proposta, é imprescindível o engajamento de todos os setores, agentes educativos, comunidade, isto é, de todos os envolvidos com o processo de ensino da Associação Educacional de Patos de Minas.

Os professores da Instituição, em suas atividades de ensino, deverão ser capazes de não apenas transmitir o conhecimento ou sistematizar os conhecimentos, mas aliar essas atividades à pesquisa que vise a construção do saber científico e ao desenvolvimento de projetos de extensão, ligados às suas receptivas áreas de atuação, por mais que a IES não possua características de Universidade, procura incentivar a pesquisa em todos os segmentos e no próprio desenvolvimento de suas ações.

Os programas de extensão serão conseqüência das atividades de ensino e pesquisa.

A instituição colocará à disposição da comunidade serviços diversos, tais como: cursos de aperfeiçoamento e de extensão; biblioteca; eventos culturais e artísticos; atividades de estágios; assessorias e consultorias.

À instituição caberá ainda criar, empreender e difundir outras atividades que possam contribuir para a melhoria da qualidade de vida e da cultura de Patos de Minas. A realização de eventos culturais, artísticos, esportivos, de educação para o saber instrumental, educação ambiental, educação para a saúde, entre outros, deverá ser uma preocupação constante da instituição no atendimento da comunidade.

 

BACHARELADO ENG. ELÉTRICA – Autorização

Portaria 1548 de 24/09/2010

Newsletter

Grade Currícular